História do boxe

 

Um dos esportes mais antigos do mundo, remontando à época dos Jogos Pan-helênicos (776 A.C.), as Olimpíadas realizadas quadrienalmente em Olímpia, Grécia.

Denominado em seus primórdios de pugilato, os seus lutadores usavam mãos envoltas em correias de couro e tinham os corpos inteiramente nus.

Os vencedores dos confrontos ganhavam uma coroa de oliveira selvagem e grande prestigio em toda Grécia antiga.

Com o declínio dos Jogos Pan-helênicos, o pugilato viveu um período obscuro. Na idade média muito pouco se conhece, mas no final da idade moderna, o pugilato, agora já conhecido por boxe, era praticado pelos homens mais valentes das cidades europeias e americanas que se digladiavam mostrando sua coragem, força e resistência física em troca de remuneração a qual poderia ser em moeda corrente ou mercadoria, esta última forma era a mais comum.

Não existia número máximo de rounds, os lutadores utilizavam mãos nuas e os combates eram desprovidos de quaisquer regras. A violência era a tônica e a vitória era dada àquele que resistia em pé enquanto seu adversário estava prostrado ao chão.

Entretanto o nobre inglês Marques de Queensbury, entusiasta do boxe resolveu dar-lhe determinadas regras tornando-o mais justo, equilibrado e menos violento. Esta é a razão do boxe ter a alcunha de Nobre Arte.

O uso de luvas, divisão de pesos, limitação de rounds, foram criados e então o boxe passou a ser considerado pelo mundo ocidental como um verdadeiro esporte. A primeira luta legalizada de boxe profissional ocorreu em 7 de fevereiro de 1882, nos Estados Unidos.

Em 1896, data dos primeiros Jogos Olímpicos do mundo moderno, o boxe foi incluído, tendo passado então a ser qualificado como Amador, surgindo assim o boxe amador, possuindo regras substancialmente diferentes daquelas do boxe profissional.

No Brasil, surgiu o interesse pelo boxe em 1918, quando alguns marinheiros franceses fizeram algumas exibições em São Paulo.

Estudiosos do boxe tem procurado ao longo dos anos inová-lo, tornando-o mais seguro para os seus praticantes, preservando a emoção que é peculiar tanto ao boxe amador quanto ao profissional.

REPORTAGENS 

Site UOL faz reportagem com George Arias.

 

Como  adaptar exercícios feitos por Rocky Balboa nos filmes.

 

Pugilista com maior número de lutas por título brasileiro

 

 

Mais reportagens

MAIS
 

assista ao tributo pelo técnico de boxe que levou nosso campeão a diversos títulos ao longo de sua carreira.

saiba mais sobre o boxe, como surgiu e quem eram os praticantes dessa nobre arte.

REDES SOCIAIS 
  • Wix Facebook page
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© 2015 por  DIEGO LOPES